terça-feira, 9 de junho de 2015

Duas séries interessantes pouco conhecidas na Netflix.

O maior problema em assistir séries de época é que eu sempre
fico com vontade de usar as roupas. De enfermeira e de aeromoça com
esses chapéus então, nem se fale. 
Um dos assuntos sobre os quais eu mais gosto de escrever certamente são séries de televisão. É um tema leve, ao contrário de alguns polêmicos sobre os quais eu costumo opinar, e ainda é extremamente divertido ‘me colocar a par do assunto’.  Eu até já falei aqui sobre essa paixão que já beira o vício, em uma postagem na qual eucitava as quarenta temporadas que eu havia assistido nos últimos dois anos. Bem, esse número aumentou em 25%, para assim dizer. Dentre todos esses seriados, estão grandes sucessos, mas também alguns um pouco menos conhecidos. Hoje, eu resolvi escrever sobre duas dessas séries, que estão disponíveis na Netflix.

Pan Am: ambientada durante a Guerra Fria e em um período em que a Pan American World Airways era a maior companhia aérea estadunidense, a história conta um pouco da vida e das aventuras de alguns de seus tripulantes. Maggie Ryan (interpretada pela atriz que fez a Wandinha Addams!), Colette Valois, Kate e Laura Cameron  são tudo o que se espera de uma tradicional aeromoça: jovens, belas, cultas. O que não se imagina é que uma delas trabalha como espiã para o governo. Pode parecer absurdo, mas a situação é justificada no roteiro: comissárias Pan Am podem viajar o mundo todo sem levantar suspeita.  O que mais encanta na trama, além do figurino obviamente, é o contexto histórico. Pouso de emergência em um Haiti conturbado, suborno de um policial no Brasil, tensão em uma embaixada na União Soviética, discurso do Presidente Kennedy em Berlim.  Com uma pitada de romance e uma abundância de charme, a única temporada da série encanta e deixa uma vontade de sair dando instruções de seguranças em aviões enquanto conhece os países do globo. 

Call de Midwife: baseada nas memórias da enfermeira inglesa Jennifer Worth, a série acompanha a vida da enfermeira Jenny Lee, que se muda para um convento localizado em uma pobre região de Londres nos anos 50. Lá, as jovens profissionais aprendem ofício de parteira. Designadas a ajudar grupos familiares sem nenhuma estrutura social ou emocional, como ocorre em muitos casos, elas precisam garantir que o maior número de mães e crianças sobreviva. A situação já não é fácil e adicionando os dramas pessoais ela só piora. E a sensibilidade com que tudo é retratado deixa o seriado ainda mais especial. Afinal, ele é a celebração da vida mesmo em um ambiente hostil.

Evidentemente, existem inúmeros outros shows disponíveis na Netflix, o que renderá inúmeras outras postagens sobre o assunto. Especialmente agora em que foi anunciado que o serviço de streaming chegará (finalmente) em Portugal no mês de outubro deste ano. Agora só estou curiosa para ver se o catálogo será o mesmo do nosso aqui na Terra Brasilis.

2 comentários:

  1. Ei, adorei as dicas! Me interessou muito Pan Am, pretendo ver assim que eu conseguir acompanhar direitinho as séries que já estou vendo (estou muito atrasada!). Sempre que encontrar alguma série na clandestinidade, avisa pra gente hein? Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pam Am realmente é maravilhosa, assisti todos os episódios em menos de 48 horas! E pode deixar que assim que eu descobrir umas coisinhas interessantes eu posto aqui! Beijos!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...